Caixa divulga vagas para bancários em regime de terceirização

 

Normativa interna de contratação de funcionários da Caixa Econômica Federal teve alteração no começo do mês de agosto de 2017. Segundo o banco, novas vagas foram abertas para bancários terceirizados. Um caminho diferente para as contratações que antes eram feitas somente com os concursos público. O sindicato da categoria de contratação interpretou essa ação como um fim dos concursos públicos para o banco estatal.

A Caixa emitiu um documento para a contratação desses funcionários, onde foi declarado o termo de contratação como “bancário temporário”. Segundo o documento, o funcionário contratado de forma terceirizada poderá executar todas as atividades que um funcionário contratado através de concurso público, sendo responsável pelas atividades do começo ao fim do banco. O documento deixou claro que a nova normativa prevê outras contratações desse tipo, onde os novos funcionários dos mais variados setores do banco serão contratados através da terceirização.

“O serviço prestado pelo Bancário Temporário consiste no desenvolvimento de atribuições inerentes ao cargo de técnico bancário, previstas no contrato firmado com empresa especializada na prestação de serviços temporários”, diz o documento divulgado pela Caixa.

Segundo economistas, essa é uma tentativa do banco cortar gastos com funcionários e ao mesmo tempo elevar a lucratividade da instituição. A expectativa é que esse movimento de terceirização possibilite que os níveis de capital do banco se elevem de acordo com o crescimento forte do crédito.

Outra medida que já foi usada pelo banco foi o programa que incentiva a demissão voluntária de seus funcionários. A medida não foi bem vista pelos funcionários e apenas 4 deles decidiram sair da instituição por conta própria. Os dados mais recentes do banco revelaram que havia cerca de 91.128 funcionários trabalhando na Caixa até o mês de março deste ano. Houve uma queda significativa de 5.863 postos de trabalho em apenas 12 meses.

No entanto, a normativa publicada no documento não diz exatamente quantos funcionários serão contratados. O que ficou claro no documento é que a Caixa irá contratar de acordo com a disponibilidade de orçamento para isso, sendo assim, as contratações poderão variar bastante ao longo dos meses que virão para os mais variados cargos.